Entrar

SNS: Mortes de doentes sem assistência médica colocam em causa objectivos orçamentais

painel electrónico de uma Bolsa klip game [Public domain], via Wikimedia Commons painel electrónico de uma Bolsa

Notícias de doentes que morrem em salas de espera de Hospitais e outros que morrem por não haver médicos de turno estão a colocar em causa as metas orçamentais.

Depois de anos em que Portugal apertou - e bem - o cinto, podemos estar agora a chegar a um novo período de regabofe, característico dos governos de esquerda. O sector da saúde deverá ser um dos mais afectados. Depois de terem sido levadas a cabo reformas estruturais que eram muito necessárias, os progressos obtidos podem estar em causa devido à morte de doentes em Hospitais por demoras nos atendimentos e inexistência de médicos de turno. Este desapertar do cinto nos objectivos orçamentais é mal visto pelos mercados, que duvidam da capacidade do governo para implementar as medidas necessárias à consolidação das contas, dada a facilidade com que se deixa desviar do caminho da austeridade, por tudo e por nada.

Gabriela Fitch, especialista em assuntos económicos, para o Esbulhador

Comentários via Facebook

Deixe um comentário

Formulário de comentários para utilizadores registados e não registados. Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios. O email fornecido não será publicado. A submissão de comentários implica a aceitação dos termos e condições do site. Os comentários publicados vinculam apenas a pessoa que os emitiu.

Céu limpo

16°C

Lisboa

Céu limpo

Humidade: 50%

Vento: 11.27 km/h

  • Dia soalheiro
    18 Nov 2017 20°C 6°C
  • Dia soalheiro
    19 Nov 2017 20°C 10°C