Entrar

Pelo sim pelo não, Portas começa a tirar fotocópias

Pelo sim pelo não, Portas começa a tirar fotocópias José Goulão - https://www.flickr.com/photos/goulao/ - (CC BY-SA 2.0)

O ambiente político é de incerteza, a Coligação não sabe se continuará no poder, pelo que melhor é precaver.

Paulo Portas já terá pedido aos serviços do Ministério para tratarem de tirar as fotocópias da praxe, não vão alguns documentos desaparecer mais tarde. Em 2007, uma semana antes das eleições que o haveriam de afastar do cargo de Ministro, Paulo Portas mandou fotocopiar 61 mil documentos, para levar consigo quando abandonasse o cargo. Agora, com responsabilidades acrescidas devido ao actual cargo de Vice-Primeiro-Ministro, é de esperar que o número de fotocópias a tirar seja muito superior.

O Esbulhador apurou que existem já três candidatos ao ajuste directo desta empreitada. Staples, MediaMarkt e Papelaria Fernandes estão a tentar conseguir o contrato para fornecer todo o papel e tinteiros que serão necessários. As empresas consideram que esta é uma oportunidade imperdível, que pode fazer com que consigam cumprir os seus objectivos de venda anuais de uma só assentada.

O líder do PAN, em declarações à imprensa, também se mostrou preocupado com o assunto: "O problema não é apenas a quantidade de árvores que podem ter de ser abatidas. Porque se repararmos bem, uma àrvore é um ser vivo que tem muito mais parecenças com um humano que um humano em coma ou um que esteja neste momento a habitar o Palácio de Belém".

Comentários via Facebook

Deixe um comentário

Formulário de comentários para utilizadores registados e não registados. Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios. O email fornecido não será publicado. A submissão de comentários implica a aceitação dos termos e condições do site. Os comentários publicados vinculam apenas a pessoa que os emitiu.

Céu limpo

8°C

Lisboa

Céu limpo

Humidade: 69%

Vento: 22.53 km/h

  • Dia soalheiro
    16 Dez 2017 12°C 7°C
  • Dia soalheiro
    17 Dez 2017 12°C 5°C