Entrar

Grupo de estagiários quer que lhes seja aplicada antiga lei dos escravos

Grupo de estagiários quer que lhes seja aplicada antiga lei dos escravos Sean MacEntee (CC BY 2.0)

Um grupo de estagiários não remunerados está a tentar que lhes seja aplicada uma lei de escravatura, que data do século XVI.

A ideia surgiu quando alguns estagiários não remunerados ou sub-remunerados se aperceberam que, apesar de ainda não ser legítimo a alguém ser proprietário de estagiários e abusar deles como se fossem mercadorias, no tempo da escravatura algumas das regras eram mais apertadas e concediam aos escravos alguns direitos que hoje os estagiários não remunerados perderam.

Exigimos que se aplique esta lei do escravo, do século XVI, por ser mais favorável que as leis actuais.

João Boaventura, estagiário não remunerado numa conceituada firma de advogados e membro do grupo, elucida-nos:
"Antigamente, quem não tinha condições para ter escravos, não os podia ter. O dono dos escravos era obrigado a alimentá-los e a ter sítio para os acomodar. São esses os direitos que nós queremos de volta, e por isso exigimos que se aplique esta lei do escravo, do século XVI, por ser mais favorável que as leis actuais no que toca à remuneração do trabalho escravo como o nosso. É que nós trabalhamos com todas as responsabilidades e deveres, mas não nos pagam sequer o suficiente para a alimentação, e muito menos nos dão guarida. Chego todos os dias às 9h, saio às 19h, e o patrão não quer saber se como ou onde durmo, tenho é de lá estar no dia seguinte à mesma hora."

"Felizmente a nossa sociedade evoluiu, acabou com a escravatura clássica e conferiu os direitos civis a toda a gente. Mas esqueceram-se do salário dos estagiários, que muitos não conseguem sequer comer ou pagar os transportes, e já há casos em que são os estagiários que têm de pagar a quem dá o estágio."

"Portanto é esta a nossa luta", diz João Boaventura, concluíndo: "No mínimo, dêem-nos os direitos dos escravos!"

No século XVIII Portugal foi dos pioneiros no movimento abolicionista para acabar com a escravatura. Mas ainda hoje está por abolir o trabalho escravo.

Comentários via Facebook

Deixe um comentário

Formulário de comentários para utilizadores registados e não registados. Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios. O email fornecido não será publicado. A submissão de comentários implica a aceitação dos termos e condições do site. Os comentários publicados vinculam apenas a pessoa que os emitiu.

Parcialmente nublado

23°C

Lisboa

Parcialmente nublado

Humidade: 60%

Vento: 28.97 km/h

  • Parcialmente nublado
    18 Ago 2017 28°C 17°C
  • Dia soalheiro
    19 Ago 2017 31°C 18°C