Entrar

Guiné Equatorial põe em causa acordo ortográfico

Guiné Equatorial põe em causa acordo ortográfico Roberto Stuckert Filho/PR - (CC BY-SA 2.0)

O mais recente membro da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), a Guiné Equatorial, já veio apresentar as suas reservas em relação ao Acordo Ortográfico. De acordo com fontes guineenses, o Governo de Teodoro Mbasogo é da opinião que a Guiné Equatorial deveria ter sido ouvida e convidada a participar no referido Acordo.

As principais preocupações guineenses prendem-se com a possibilidade de o português da Guiné Equatorial vir a perder as suas particularidades próprias, acabando a sua identidade por diluir-se no português do Brasil. Além do mais, uma forte corrente de linguistas e outros académicos guineenses - e que foram ouvidos pelo governo local - estão contra o acordo, por este implicar "várias mudanças ortográficas que não têm qualquer sentido para quem conhece minimamente a língua portuguesa".

"Em defesa do património da Língua Portuguesa, a língua de Pessoa", declarou o Presidente Teodoro Mbasogo, "a Guiné Equatorial não irá aplicar as alterações decorrentes do Acordo Ortográfico".

1 comentário

Comentários via Facebook

Deixe um comentário

Formulário de comentários para utilizadores registados e não registados. Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios. O email fornecido não será publicado. A submissão de comentários implica a aceitação dos termos e condições do site. Os comentários publicados vinculam apenas a pessoa que os emitiu.

Parcialmente nublado

17°C

Lisboa

Parcialmente nublado

Humidade: 83%

Vento: 22.53 km/h

  • Céu praticamente limpo
    21 Jul 2018 25°C 16°C
  • Parcialmente nublado
    22 Jul 2018 24°C 17°C