Entrar

Direcção do Sporting tenta acordo com opositores para evitar guerra civil

O clube de Alvalade vive dias de tensão. Muitos opositores da actual direcção exigem mudanças imediatas.

 O ânimo pela contratação de Jorge Jesus não foi o suficiente para compensar o desânimo dos adeptos pela forma como Marco Silva foi (está a ser) despedido, e o Sporting vive dias algo conturbados. Muitos dos antigos opositores do Presidente Bruno de Carvalho já  começaram a preparar as armas de arremesso e as estratégias de ataque. Bruno de Carvalho também admite convocar eleições antecipadas, para desfazer as dúvidas sobre o apoio dos sócios à actual direcção.

Mas o Esbulhador sabe que um acordo ainda é possível. Alguns dos principais opositores da Direcção, muitos dos quais antigos dirigentes ou com ligações a direcções anteriores, reuniram-se hoje para elaborar um caderno reivindicativo a apresentar a Bruno de Carvalho, com as exigências que acham ser indispensáveis a corrigir a actuação do Presidente até ao momento e assim chegar-se a um entendimento. Entre outras exigências, constam as seguintes:

Reivindicações

  • O Sporting não voltará a rasgar contratos, independentemente das razões objectivas que possa ter para o fazer, para que os adversários não lhe apontem tal conduta e o clube pareça mais sério. Isto inclui em especial contratos tão cuidadosa e dedicadamente negociados pelas direcções anteriores, e ainda todos os contratos com grandes empresas de obras e empreitadas de grandes dimensões que se estiquem um bocadinho no orçamento mas sem ultrapassar os limites daquilo que já é costume no meio e no país. Não é preciso levantar barraca por tudo e por nada.
  • O Sporting não voltará a despedir funcionários apenas e só porque estes recebem muito dinheiro (com excepção de todos os treinadores portugueses com 60 ou mais anos, que venham ganhar mais para o Sporting do que ganhavam anteriormente num rival). Se, por força das circunstâncias, um funcionário que foi despedido por ganhar muito dinheiro voltar ao clube, deve este voltar a oferecer-lhe no mínimo o salário considerado excessivo e que levou à sua dispensa anteriormente.
  • O Sporting não voltará a trazer para o seu plantel jogadores que são notoriamente de um nível de qualidade tão alto que normalmente estariam acima das suas possibilidades desportivas, mesmo que o consiga fazer de forma financeiramente viável. A austeridade financeira do país e do clube também se deve reflectir nas ambições desportivas, e ter o Nani do plantel é enviar um mau sinal aos mercados.
  • O Sporting não voltará a desenvolver projectos megalómanos que estão apenas ao alcance dos rivais e somente a estes estão reservados, como seja a louca ambição de ter uma TV oficial do clube ou um pavilhão desportivo próprio, para as modalidades.
  • O Sporting não deve voltar a dar lucro, e muito menos deve voltar a reduzir o passivo de forma tão acentuada, pois estes assuntos menores desviam a atenção dos adeptos para o que verdadeiramente interessa: os resultados desportivos.
  • O Sporting não voltará a contratar um treinador experiente e com provas dadas, devendo assim que possível voltar à famosa e bem sucedida fórmula de sucesso de um bom treinador: ser jovem e ambicioso.
  • O Sporting não voltará a contratar um treinador que tenha sido dispensado pelo rival, pois se não serve para o rival, também não serve para o Sporting.

Se Bruno de Carvalho aceitar estas exigências, tudo então voltará ao normal, e o Sporting reposto no seu lugar.

1 comentário

  • Hernani Augusto Correia dos Santos
    Hernani Augusto Correia dos Santos 15-06-2015 Link para o comentário

    eu sou aderente a estas alterações nas leis internas, plenamente. o que me preocupa neste momento, é saber quem é o rosto, k concord em lutar por estes e anteriores ideais?.

Comentários via Facebook

Deixe um comentário

Formulário de comentários para utilizadores registados e não registados. Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios. O email fornecido não será publicado. A submissão de comentários implica a aceitação dos termos e condições do site. Os comentários publicados vinculam apenas a pessoa que os emitiu.

Céu limpo

10°C

Lisboa

Céu limpo

Humidade: 75%

Vento: 17.70 km/h

  • Muito nublado
    15 Dez 2017 15°C 9°C
  • Dia soalheiro
    16 Dez 2017 12°C 7°C